Às vezes tirar um milhão de fotos é uma coisa ruim. Eu tento não bombardear todos com um monte de fotos, pois muitas fotos podem demorar um pouco para carregar em alguns computadores – então sou muito seletiva com as fotos que partilho em posts. (Embora você possa sempre ver o álbum de fotos!) Porém, apesar de pensar que não deva compartilhar todas estas incríveis fotos, este post é principalmente a minha coleção da vida em Copán Ruinas. Não é uma compilação de atrações turísticas, coisas que o nosso pequeno grupo fez, ou lugares fantásticos para ver enquanto estavamos lá. É simplesmente a vida daqueles que chamam Honduras a sua casa. Por isso, é o meu favorito. Espero que aprecie as fotos e histórias tanto quanto eu gostei de as tirar e as viver!

Voltando a conversa, Audrey e eu ficamos presas em Honduras – durante uma noite pelo menos. Optamos por pegar o ônibus Hedman-Alas no dia seguinte, em vez de pagar mais do que o dobro para a primeira classe, nós voltamos para o hotel, Via Via.

472

Nós nos cruzamos com esta pequena estrutura do tipo gazebo. Era totalmente aberta exceto a parede do fundo, que tinha um pequeno bar com uma geladeira enferrujada com dois tipos de cerveja hondurenha. Audrey e eu entramos casualmente para o interior e ela pediu uma “Salva Vida”. Além de sermos as únicas mulheres neste bar com cerca de vinte homens Hondurenhos, eramos também as únicas pessoas estrangeiras. Sem problemas, com normalidade, pegamos um par de cadeiras e nos sentamos em uma das mesas.

471

Estou bastante certa de que os assentos nas cadeiras deste pequeno bar eram feitos de couro de cavalo, mas poderiam ter sido feitos de um tipo diferente de couro. De qualquer maneira, elas eram surpreendentes. Afinal, quantas vezes você vê uma cadeira feita de couro em casa?

475

Audrey orgulhosamente exibindo a sua “Salva Vida”. Você vê o cara para á direita da foto? Era tudo assim neste bar. Homens hondurenhos casualmente em pé contra um parapeito, vestindo com seus chapéus de cowboy, saboreando uma cerveja gelada com os amigos.

Pode ver também a área gramada à esquerda da foto? Aí estava uma das aberturas e era um lugar popular. Um bar sem banheiros pode tornar-se um problema quando o álcool está envolvido. Não para estes homens! Pelo menos quatro homens despreocupadamente foram fazer as suas necessidades nesse barril em algum momento durante a nossa curta estadia.

473

Esta foto mostra o caminho para a estação de ônibus. Está bem próxima das Copán Ruinas e mostra uma casa local com uma moto táxi estacionada em frente e um pequeno estabelecimento ao lado, provavelmente o negócio de família. Foi uma caminhada muito boa, pacífica. Provavelmente o motorista do táxi parou em casa para um almoço rápido, ou tinha acabado o seu serviço naquele dia.

474

Mais perto da cidade, passamos por um caminhão cheio de passageiros. Se você quer uma ideia de como é em Honduras, este é um grande exemplo. Honduras é cheia de caminhões, cavalos e chapéus de cowboy. Geralmente você encontra os homens da geração mais velha em cavalos usando orgulhosamente os seus chapéus de cowboy. As gerações mais novas tendem a usar bonés de basebol e a andar na parte de trás dos pick-ups, mas as mulheres e os homens mais velhos pegam caronas às vezes também.

342

Este é um restaurante local no final de uma rua no coração da cidade de Copán Ruinas. Vêem o sinal de paragem á esquerda? É um sinal de paragem real, não é apenas decoração. Este homem está se preparando para abrir o seu negócio.

349

Honduras é assim mesmo! O moto táxi decorado com figuras de apoio á equipe hondurenha que joga na Copa do Mundo, estacionado na praça central.

351

A vista para a praça no centro das Ruinas. Veja embaixo mais fotos da -vida- nas Copán Ruinas.

PageLines- 371.jpg

376

375

Há um mercado criado aos domingos, onde as pessoas podem comprar e vender produtos locais, e se torna bastante movimentado. É também aqui onde os vendedores ambulantes ficam durante a noite. Uma coisa que você está avisado para não fazer: comer comida de rua. Ela pode deixá-lo doente e você tem que ter muito cuidado em países da América Central. Isso pode ser um pouco de uma atitude imprudente, mas quantas vezes você vai visitar Honduras?

Quantas vezes você vai ter a oportunidade de experimentar esta culinária local incrível. Provavelmente não muitas vezes. Audrey e eu comemos até cair, e foi delicioso. Ficamos doentes depois durante a viagem, mas não acho que foi devido á comida de rua. Viajando por cinco semanas, não há como dizer onde você pegou alguma coisa e ficou doente. Sem arrependimento algum sobre comer a comida de rua!

Copán Ruinas Street Food

Esta foi a minha comida de rua favorita. Eles cozinhavam a carne e o queijo em uma grade ao ar livre, em seguida, colocavam-na dentro de uma tortilla cozida. Então você adicionava os seus ingredientes, como salsa, pico de gallo, cebola, alface e tomate. Muy delicioso!!!

379

Eu não sei bem o porquê, mas esta é a minha foto favorita tirada em Honduras. Eu acho que é um exemplo perfeito da vida lá. Ela foi tirada na cidade, e não na periferia, e era um dia quente (como de costume). Ela mostra dois homens a fazer uma pausa e a desfrutar de um momento na sombra, enquanto outro homem gere o seu negócio. Depois, há a senhora que passa dois moto táxis, indo em direção à praça. Eu realmente não posso explicar porque eu gosto tanto, por isso espero que esta imagem ajude a transmitir mais que mil palavras, como se costuma dizer. Isto é Honduras.

Depois de nos despedirmos de Trent e Evelyne, Audrey e eu aproveitamos a nossa última noite nas Honduras apenas perambulando pelas ruas, tentando aproveitar o máximo este momento. Fizemos uma aula de espanhol na escola de Ixbalanque na nossa última manhã e, em seguida, pegamos o ônibus para Guatemala. Infelizmente, todas as minhas fotos do nosso último dia foram deletadas devido a uma terrível viagem de ônibus que foi de El Salvador para a Nicarágua. Mas isso é uma história para outra hora. :)

363

Quer ouvir mais histórias sobre viagens? Eles estão aqui, neste livro, esperando para ser compartilhadas com o mundo. Volte para mais histórias a cada terça e sexta-feira! O que se segue: Dizer adeus ás Honduras e escalar um vulcão na Guatemala!

 

Please log in to vote

You need to log in to vote. If you already had an account, you may log in here

Alternatively, if you do not have an account yet you can create one here.